Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link
 Evento
 FOTOS E CHARGES CURIOSAS
 VÍDEOS
 FRASES ENGRAÇADAS E CURIOSAS
 PIADAS
 ARTIGOS - CURIOSIDADES


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 LAURO PADILHA - 43.345
 FILOSOFIAS DE BOTEQUIM
 Lauro Padilha
 FILOSOFIAS DE BOTEQUIM
 MEU ORKUT - PERFIL 1
 MEU ORKUT - PERFIL 2
 MEU ORKUT - PERFIL 3
 Youtube - Vídeos do Filosofias de Botequim
 Youtube - Vídeos do Filosofias de Botequim
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Filosofias de Botequim


Sempre ao seu lado

Uma igreja na Itália vem recebendo um devoto incomum ultimamente.Após a morte de sua dona, dois meses atrás, um cão pastor alemão assiste às missas diariamente na cidade de San Donaci.

Dona de Tommy, Maria Margherita Lochi morreu aos 57 anos de idade, frequentava a igreja Santa Maria Assunta e era conhecida na cidade pelo seu amor aos animais. Desde que morreu, o cão de sete anos vai todos os dias à igreja, senta-se perto do altar e assiste a missa.

Em entrevista ao “Daily Mail”, o padre Donato Panna afirma que Tommy se comportou em todas as suas visitas à igreja. “Ele está em todas as minhas missas e nunca o ouvi dar um latido sequer aqui dentro. Sempre o deixo assistir as missas e ninguém da igreja reclama de sua presença”, disse.

O caso de Tommy se assemelha ao contado no filme “Sempre Ao Seu Lado”, estrelado por Richard Gere. Baseada em fatos reais, a história mostra a afeição de um cão da raça akita ao seu dono. Desenvolvendo o costume de acompanhar o homem até a estação de trem e esperá-lo voltar, o cachorro manteve este hábito mesmo nove anos depois da morte de seu dono, indo todos os dias à estação onde o esperava pacientemente.

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com.br/2013/03/sempre-ao-seu-lado.html



Escrito por Padilha às 14h21
[] [envie esta mensagem] []



VAMOS APRENDER?

Expressões condenáveis e opções para escrita

- a nível (de), ao nível

– em nível, no nível

- face a, frente a

– ante, diante de, em face de, em vista de, perante

- onde (não exprimindo “lugar”)

– em que, na qual, nas quais, no qual, nos quais

- (medidas) visando...

– (medidas) destinadas a

- sob um ponto de vista

– de um ponto de vista

- sob um prisma

– por um prisma

- como sendo

– suprimir a expressão

- em função de

– em virtude de, por causa de, em conseqüência de, em razão de, por

Expressões não-recomendáveis e opções

a partir de (a não ser com valor temporal

– com base em, tomando- se por base, valendo-se de...

através de (exprimindo “meio” ou “instrumento”)

– por, mediante, por meio de, por intermédio de, segundo...

devido a

– em razão de, graças a, em virtude de, por causa de

dito

– citado, mencionado

enquanto

– ao passo que

fazer com que

– compelir, constranger, fazer que, forçar, levar a

inclusive (a não ser quando

– até, ainda, mesmo significa “incluindo-se”) também, igualmente

pois (no início de oração)

– já que, porque uma vez que, visto que

principalmente

– especialmente, em especial, sobretudo, notadamente, em particular, mormente

Há ainda, algumas expressões, que concernem a estilo, que devem ser cuidadosamente observadas. Você pode estar escrevendo de maneira coloquial e/ou inadequada, por isso atenção ao item 3!

Atenção às expressões

 

· Acaso, caso:
Com se, use acaso; caso rejeita o se.

· Aceitado, aceito:
Com ter e haver use aceitado; com ser e estar: aceito.

· À custa de:
Nunca use a expressão às custas de.

· À medida que:
Deve ser usado com o sentido de: à proporção que, ao mesmo
tempo que, conforme.

· Na medida em que:
Deve ser usado significando: tendo em vista que, uma vez que.

· Em termos de:
Essa expressão é um modismo, evite usá-la.

· Enquanto que:
A expressão correta é: Enquanto... O que é redundância.

· A posteriori, a priori:
Atenção: a expressão não tem valor temporal.

· Em vez de/Ao invés de:
“Em vez de” significa “em lugar de”; enquanto “ao invés de”
significa “ao contrário de”.

· Ir de encontro a/Ir ao encontro de:
“Ir de encontro a” significa “chocar-se com”; “Ir ao encontro de”
significa “concordar com”.

· Se não/Senão:
Atenção: se puder ser substituído por “caso não”, deve ser escrito
Separado (se não). Quando não se pode substituir, deve ser
grafada como uma palavra só (senão).

· Despercebido/Desapercebido:
Despercebido: que não foi notado.
Desapercebido: desprovido, desprevenido.

· Precedente/Procedente:
Precedente: anterior, antecedente.
Procedente: originário.

Redundâncias e pleonasmos

Ao elaborar um texto, é necessário estar atento a algumas construções inadequadas muito comuns e evitáveis. Tais construções envolvem redundâncias e pleonasmos, ou seja, palavras ou expressões óbvias, supérfluas ou desnecessárias à construção. Alguns alunos podem alegar serem estas construções “literárias”, ou seja, questão de estilo ou recurso usado na literatura. Entretanto, há pleonasmos comuns, cometidos inadvertidamente, e que devem ser evitados na boa redação.

Observe alguns desses pleonasmos

• Acabamento final
• Almirante da Marinha
• Brigadeiro da Aeronáutica
• Descer para baixo
• Despesas com os gastos
• Elo de ligação
• Conviver junto
• Encarar ou enfrentar de frente
• Criar novos empregos
• Permanecer ainda, continuar ainda/manter ainda
• Sorriso nos lábios
• Surpresa inesperada
• Todos foram unânimes
• Sair fora
• Pequenos detalhes
• Monopólio exclusivo

• Labaredas de fogo
• Manter o mesmo time
• Inaugurar novo/lançar novo
• Exultar de alegria
• Ganhar grátis
• Estrelas no céu
• Entrar dentro
• Sua autobiografia
• Viúva do falecido
• Habitat natural
• Países do Mundo
• Há dez anos atrás
• Goteira no teto
• Conclusão final
• Planos ou projetos para o futuro
• Prefeitura Municipal

Fonte: http://ditadosereflexoes.blogspot.com.br/2013/02/vamos-aprender.html



Escrito por Padilha às 15h03
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]